Desenvolvimento Pessoal Empreendedorismo Tiago Simoes

Como Evitar Preocupações Excessivas e Começar a Viver de Verdade

Quer saber como evitar preocupações e começar a viver uma vida mais leve, feliz e produtiva? Confira então essas 9 super dicas.

Como Evitar Preocupações Excessivas e Começar a Viver de Verdade

É bastante normal nos preocuparmos com nossas vidas em vários aspectos.

Como aumentar o faturamento dos nossos negócios.

Como melhorar os relacionamentos com as pessoas que damos valor.

Como aprimorar o nosso conhecimento.

De que forma turbinar nossa saúde.

Tudo isso é normal e super importante.

Mas quando as preocupações se acumulam e ficam em excesso, ai os problemas começam a aparecer.

Existem pessoas que analisam detalhe por detalhe se preocupando com eventos, pessoas e simplesmente não vivem.

Porque o excesso de preocupações simplesmente nos trava e faz com que tenhamos uma visão deturpada da realidade.

Uma coisa que me ajudou e tem me ajudado bastante é o estudo sobre o estoicismo, que recomendo a todos pesquisarem a respeito.

O estoicismo, resumidamente é uma corrente filosófica que busca deixarmos de lado nossas paixões e inseguranças ao adotar um código moral bastante forte e positivo.

Confira essas 9 dicas práticas que podemos usar para pararmos de nos preocupar excessivamente e começarmos a viver de verdade.

1 – Desconstrua seus pensamentos

O grande problema em pensarmos demais nas coisas é que criamos uma falsa realidade à nossa volta.

Fazemos a tal da tempestade em copo d’água.

Um exercício bem legal que podemos fazer é começar a olhar os problemas de forma mais objetiva.

Por exemplo, independente do problema que eu esteja enfrentando, costumo sempre pensar que o mundo continua girando.

Os pássaros continuam cantando, os carros continuam passando, as pessoas continuam fazendo suas atividades e os rios continuam correndo.

Tudo passa, inclusive nossos problemas.

O grande imperador romano Marco Aurélio, que estudava e praticava o estoicismo, uma vez escreveu em seu diário um pensamento interessante e engraçado ao mesmo tempo sobre o ato sexual.

Ele diz que basicamente o sexo é o ato de se esfregar as genitálias até que elas tenham espasmos musculares.

Bizarro e direto, não acha?

Mas basicamente é isso mesmo.

A lição aqui é não complicar as coisas que na verdade são bem mais simples do que aparentam ser.

2 – Medite

Um dos hábitos mais impressionantes que adotei em termos de impacto positivo em minha vida foi começar a meditar.

Muita gente tem uma ideia bastante errada sobre esse assunto.

Meditar não significa necessariamente ficar horas e horas sentado em posição de lótus dizendo alguns mantras para conseguirmos chegar ao Nirvana em alguns anos.

Sim, pode ser isso também, mas não é sobre isso que estou falando.

A meditação a que me refiro é simplesmente separar um tempinho para deixar os pensamentos fluírem em nossa mente e deixá-los ir embora.

Não tente “calar” sua mente.

Deixe os pensamentos aparecerem e analise-os objetivamente, com calma.

É como se estivéssemos dando uma descarga em nossa mente.

Dizem por ai que passam em média por nossa cabeça cerca de 70.000 pensamentos por dia.

Coisa de doido, né?

Experimente meditar por pelo menos 5 minutinhos todos os dias durante uma semana e você começará a enxergar o mundo com muito mais clareza e leveza.

Vai por mim e faça isso.

3 – Viva o presente

Um dos grandes problemas que temos em nossa moderna sociedade é o hábito de estarmos constantemente preocupados com as coisas do futuro.

Se estamos tomando o café da manhã, estamos pensando nas tarefas que temos que fazer antes do almoço.

Quando estamos trabalhando, estamos pensando nas contas que temos que pagar.

Quando estamos relaxando assistindo um filme à noite, estamos pensando nas coisas que temos que fazer logo pela manhã.

E esse ciclo continua.

Se você tem esse hábito, um livro que recomendo que leia é O Poder do Agora do Eckhart Tolle.

Nesse livro, Tolle combina sabedorias ancestrais do budismo, cristianismo e hinduísmo para mostrar o poder de viver e desfrutar do presente.

Quando estiver fazendo uma determinada tarefa, foque apenas nela.

Por exemplo, enquanto estou escrevendo esse texto, estou completamente focado em colher meus pensamentos e digitar, nada mais do que isso.

Dar atenção total ao presente é um dos hábitos mais importantes que você pode adotar para parar de se preocupar excessivamente e curtir mais a vida.

4 – Você não é o centro do Universo

Não adianta querer esconder…

Nós, enquanto seres humanos, somos seres egoístas e achamos que nossos problemas são os mais importantes do mundo.

Quando acidentalmente batemos nosso carro, achamos que isso é importante.

Quando alguém nos atende mau em uma loja, tomamos isso como ofensa pessoal.

Quando a fila do banco não anda, achamos que isso é o fim do mundo.

Que tal se eu e você entendêssemos que somos seres únicos, mas com problemas que são insignificantes se compararmos com os problemas de outras pessoas?

Há pessoas no mundo que REALMENTE sofrem e não há nenhum tipo de comparação direta com os nossos tão “grandes” problemas.

Se você acha que não tem muito dinheiro por exemplo, imagine só a quantidade de pessoas em diversas partes do mundo que não tem sequer o que comer.

Só o fato de você estar lendo esse artigo, com sua internet, já coloca você na elite do planeta, se levarmos em consideração que grande parte das pessoas não tem nem ao menos água encanada em suas casas.

Pode ter certeza de que existem milhões de pessoas no mundo que adorariam trocar de problemas com você.

Quando começar a se preocupar demais, comece a dizer a você mesmo o quão privilegiado você é.

5 – Uma tarefa de cada vez

Essa quinta dica é meio que um desdobramento da terceira, que é viver o presente.

Quando temos muitas coisas a fazer em nosso dia, muito provavelmente nos sentiremos esgotados antes mesmo da hora do almoço chegar.

Ao invés de criar uma lista gigante de afazeres, experimente encontrar apenas 2 ou 3 tarefas realmente importantes que precisam ser feitas no dia.

E quando estiver realizando as tarefas, adote alguma técnica de concentração, como a técnica Pomodoro por exemplo.

Basicamente, a técnica Pomodoro faz com que nos concentremos completamente em uma determinada ação por um curto período de tempo, normalmente algo em torno de 20 a 25 minutos apenas.

Depois desse tempo, damos uma pausa de 5 minutos para relaxar e depois continuamos, repetindo esse ciclo por mais 2 ou 3 vezes.

É impressionante como ficamos mais produtivos quando usamos técnicas como essa, além do fato de não termos tempo de nos preocupar com absolutamente mais nada além da tarefa que estamos realizando.

Eu tenho um aplicativo no meu celular e uma extensão no meu navegador da técnica Pomodoro e recomendo muito que você procure implementá-la em seu dia a dia.

6 – Não seja perfeccionista

Tem gente que acha que o perfeccionismo é uma grande qualidade.

Eu particularmente acredito que seja um defeito.

Não estou dizendo que a gente tenha que sair por ai fazendo as coisas de qualquer jeito.

Mas pelas experiência que já tive, acredito que o perfeccionismo paralisa as pessoas.

Resumidamente isso mais atrapalha do que ajuda.

Quando queremos que tudo saia perfeitinho, do jeitinho que a gente deseja, acabamos pensando e nos preocupando demais com detalhes que não são tão importantes assim.

Isso rouba nossa criatividade, nossa energia e nossa vontade de fazer as coisas.

7 – Torne-se uma pessoa proativa

Lembro muito bem da época em que estava lendo o excelente livro Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes do Stephen Covey.

O primeiro hábito fala justamente sobre a importância da proatividade, que nada mais é do que ao ato de agirmos com prontidão, mesmo que não tenhamos todas as respostas para nossas perguntas.

Um dos grandes problemas que as pessoas têm é procurar analisar os problemas por todos os ângulos possíveis e imagináveis antes de começar a agir.

A lição que quero passar a você é a seguinte: Comece a agir mesmo sem ter todas as respostas.

É durante a caminhada que vamos descobrindo o que precisamos saber.

Se quiser começar um negócio, uma atividade física, uma dieta, aprender um idioma novo ou o que quer que seja, simplesmente dê o primeiro passo.

8 – Aceite que há coisas que não podemos controlar

Um ensinamento extremamente importante que aprendi estudando sobre o estoicismo é que não podemos controlar a maioria das coisas que nos acontecem.

Não podemos controlar o clima.

Não podemos controlar as atitudes das outras pessoas.

Não podemos nem mesmo controlar 100% os resultados das ações que fazemos.

O que podemos e devemos controlar são as nossas emoções relacionadas com o que nos acontece.

Portanto, pare de tentar controlar tudo o que acontece em sua vida.

Apenas aceite que o controle é uma ilusão e siga em frente.

9 – Cuide da sua saúde

Todos nós sabemos da importância de nos exercitarmos e termos uma nutrição saudável, certo?

Quando fazermos atividades físicas, somos bombardeados com várias substâncias benéficas não só para o nosso corpo físico, mas também para nossa mente.

Endorfina, serotonina, hormônio do crescimento e adrenalina são alguns dos hormônios que fazem um bem enorme pra gente.

Com isso, podemos relaxar melhor e aumentar nossa concentração.

O mesmo vale para alimentos ricos em vitaminas e antioxidantes.

Sem uma boa saúde, não temos como aproveitar o que a vida nos oferece de melhor.

Sei que você já sabe disso, mas não adianta apenas saber, é preciso agir, combinado?

Como Evitar Preocupações Excessivas e Começar a Viver de Verdade
5 (100%) 1 voto

Sobre o autor | Website

Trabalho com marketing há mais de 10 anos e adoro as novas tecnologias.
Se você quer aprender a ganhar dinheiro de verdade, inscreva-se no meu curso gratuito clicando aqui e pare de correr atrás de soluções mágicas que só fazem com que você perca tempo e dinheiro.
Você aprenderá a ganhar muito dinheiro trabalhando com internet marketing, marketing de rede e programas de afiliados.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. José disse:

    Muito bom obrigado pelos ensinamentos

  2. Tiago Simoes disse:

    Por nada Zé!
    Abraços pra você 🙂